Tendências de mercado: prepare seu outsourcing para 2022 – Parte 2

dezembro 16, 2021
Tendências de mercado: prepare seu outsourcing para 2022 – Parte 2

Veja outras cinco possibilidades que as experiências passadas nos últimos anos, baseadas na Trend Research Print Latin America 2020/2021, indicam para o futuro 

No primeiro artigo sobre as tendências de mercado para os outsourcings de impressão em 2022, o foco foi em uma visão mais global do setor e de aspectos externos, como a descoberta das impressoras pela geração Z e o aumento da confiança de empresários e consumidores. Neste artigo, vamos abordar as transformações que o segmento estava passando, especialmente pela introdução de novas tecnologias. 

Faça o download da Trend Research Print Latin America 2020/2021. 

1. Um novo tipo de outsourcing 

É consenso que a impressão não vai acabar. Havia um discurso fatalista de que esse setor seria totalmente superado pelo digital, o que está longe de ser realidade. Em outros setores, a evolução não acabou com tecnologias e meios que já estavam no dia a dia das pessoas. 

O rádio, por exemplo, não deixou de existir com o surgimento da televisão, que segue em operação com o advento da internet. Claro que esses meios tiveram que se readequar – em alguns casos, perderam parte de sua relevância –, mas seguem tendo um papel importante na sociedade. 

No caso dos outsourcings de impressão, trata-se de um tipo de organização que conta com a expertise adequada para suprir as novas demandas nascidas no pós-pandemia, caso do Workplace as a Service (WaaS) e outsourcing de outros dispositivos e, mais do que isso, com as novas exigências dos clientes, como ferramentas para digitalização e os relatórios personalizados. 

2. Aumento de portfólio 

Uma consequência natural da revolução pela qual passam os provedores de outsourcing é o aumento do portfólio ofertado. A Trend Research Print Latin America 2020/2021 indicava que 36% dos provedores pretendiam aumentar o seu portfólio. 

Segundo o estudo, 21% dos provedores consultados pretendem partir para o outsourcing de outros dispositivos. “Sejam elas a curto, médio ou a longo prazo, os provedores entendem que há alguns caminhos a serem seguidos, enquanto há outros a serem descobertos”, diz a pesquisa. 

O outsourcing de outros dispositivos se encaixa no conceito do WaaS, já que as companhias têm a necessidade de inúmeras outras ferramentas para o trabalho a longa distância, o que vale, inclusive, para mesas de trabalho e materiais de escritório. 

Além disso, as funcionalidades dos sistemas também se expandem, exigindo uma estrutura técnica e operacional que requer adequação por parte dos provedores. 

3. Consultorias ganham relevância 

Os provedores querem tirar o melhor da tecnologia oferecida, enquanto os clientes finais querem ter mais controle e dados sobre os seus gastos e aportes. Nesse contexto, 67% dos provedores já buscaram uma consultoria para melhorar seus processos ou a operação. Trata-se de uma forma de obter uma visão externa e especializada dos negócios. 

4. Mais cooperação entre os players 

Todo o setor foi afetado pelas barreiras econômicas dos últimos anos, e um dos fatores que mais pesa para os outsourcings é o câmbio do dólar. Nesse sentido, um dos caminhos para aumentar as margens de lucro é melhorar a negociação com os fornecedores. 68% dos provedores afirmaram fazer sentido comprar suprimentos em cooperação com outras empresas. 

Para os players do setor, a concorrência será sempre um aspecto determinante, mas, ao mesmo tempo, as necessidades das companhias do setor podem ser parecidas. Nesse contexto, a parceria estratégica com outras empresas pode beneficiar a todos: os próprios provedores, que melhoram suas margens, e o cliente final, que obtém suprimentos e outros produtos com menos investimento. 

5. Escritório sem papel 

Nos itens 1 e 2, mencionamos, respectivamente, o raciocínio de que o setor de impressão não vai acabar e um natural aumento de portfólio dos outsourcings de impressão com a transformação digital. Por outro lado, outra tendência parece cada vez mais óbvia: a busca pelos escritórios sem papel (paperless). 

Já existem políticas governamentais visando a eliminação do papel em muitos departamentos, assim como a busca por serviços 100% digitais. Essa transição, porém, não é simples e demanda tempo para ser implementada de forma efetiva. 

No entanto, os outsourcings já estão se preparando para essa potencial mudança. Quase 6 em cada 10 (59%) acreditam na tendência de escritórios sem papel, o que vai exigir adaptações, novos cuidados e adoção de novos serviços. 

O mundo está em transformação e é preciso manter os olhos abertos para acompanhar as mudanças desejadas pelos clientes finais dos outsourcings de impressão. É importante contar com a parceria certa em tecnologia para suprir as necessidades dos clientes e, ao mesmo tempo, obter informações precisas para o gerenciamento de cada contrato. 

Conheça o NDD Print e descubra os benefícios de contar com uma solução desenhada para se alinhar às necessidades futuras do seu negócio e dos seus clientes! 

gostou? compartilhe para mais pessoas!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Receba conteúdos exclusivos!

Queremos saber quais são seus interesses.
Cadastre-se, é rápido e fácil!




    Eu aceito a Política de Privacidade

    Mostrar Aviso

    O que você está procurando?

    Suporte

    Para acessar escolha uma das soluções

    Caso você precise de ajuda ou tenha alguma dúvida, basta acessar o suporte!

    Telegram

    Com que você deseja falar?