Outsourcing de dispositivos: um desejo de funcionários e uma necessidade para empresas

dezembro 10, 2021
nota técnica

Mais de um terço (38%) dos brasileiros se mostram dispostos a trocar de emprego se não puderem trabalhar de forma remota

Nove a cada dez profissionais do Brasil (91%) trabalhariam remotamente em uma empresa de outra cidade/região ou mesmo de outro país. Para 76% dos brasileiros, o trabalho remoto é uma forma de trabalhar e não um benefício. E 38% dos respondentes alegam que procurariam um novo emprego se as organizações não permitirem o trabalho remoto.

Os dados acima estão compilados nas tendências nacionais do Guia Salarial 2022, desenvolvido pela empresa de recrutamento Robert Half. Para 63% dos ouvidos, há o interesse em um modelo híbrido de trabalho, com mais vezes em casa do que no escritório. Investimentos e cuidados nessa área serão determinantes para evitar fuga de talentos das empresas.

“O mercado de trabalho caminha para um modelo de trabalho híbrido nos segmentos e áreas onde essa modalidade é viável”, diz uma das conclusões do estudo. “As horas de trabalho flexíveis e as medidas de desempenho baseadas na realização dos objetivos são cada vez mais valorizadas entre os profissionais”, ressalta em outra. O tema foi, inclusive, um dos aprendizados do setor em 2021.

Qual será o futuro do mercado de outsourcing? O gerenciamento de novos dispositivos já é uma realidade com o NDD Orbix. Saiba mais!

Perspectiva dos empregadores

Enquanto os colaboradores sonham com mais flexibilidade e a possibilidade de se manterem em um contexto híbrido, as organizações precisam estruturar condições para suprir essa necessidade. O período de pandemia fez com que muitas empresas encontrassem soluções paliativas, que, agora, precisam ser consideradas definitivas.

Essa modificação exige alguns cuidados das companhias. Um dos caminhos é buscar empresas que auxiliem com o chamado Workplace as a Service (WaaS), um serviço que está sendo abraçado pelos outsourcings de impressão. A experiência desses provedores nessa função auxilia a estruturar o chamado outsourcing de outros dispositivos, modalidade que será fundamental para o trabalho híbrido.

O WaaS consiste em locar tudo aquilo que uma companhia precisa para operar (serviços, hardwares e softwares) – a exemplo do que já acontece com o outsourcing de impressão ou de computadores.

Além dos dispositivos e da estrutura física necessária para manter os colaboradores em suas casas, será necessário garantir soluções tecnológicas para a padronização de processos e aumento da segurança nas tarefas executadas, considerando cuidados como equipamentos, implementação e monitoramento.

Os desafios dos provedores

Gerenciar um grupo de dispositivos em um mesmo local é diferente de equipamentos espalhados – e muitas vezes nem sequer em uma mesma cidade ou estado. Nesse contexto, os provedores buscam atingir alguns objetivos e, em muitos casos, uma consultoria especializada pode auxiliar.

– Reduzir custos com deslocamentos, especialmente se for possível fazê-lo de forma remota.

– Acompanhar o monitoramento de agentes, sem gerar incômodos ao cliente para ativar ou desativar ferramentas e solucionar problemas.

– Antecipar problemas, a partir do acompanhamento remoto e, de preferência, de forma proativa, antes que se tornem perceptíveis.

– Melhorar a qualidade do serviço em um contexto de diversificação da oferta de serviços, de maneira ágil e eliminando potenciais desgastes.

– Atuação proativa, com detecção automática de eventuais falhas e indicação de como corrigi-las de forma remota. No caso de computadores, há a necessidade de ter um inventário completo dos hardwares (HD ou SSD, memória e processador), softwares (número de série, usuário responsável) e de seus periféricos.

– Personalização – É provável que as empresas queiram customizar a oferta. O papel do provedor é oferecer essa possibilidade de escolha, garantindo que os interesses sejam atingidos.

– Gerenciamento em uma única plataforma: cada empresa poderá fazer o outsourcing de diferentes dispositivos, mas a administração desses contratos terá que ser feita de forma única. Da mesma forma, o próprio cliente tem interesse em ter uma visão completa dessa situação. É preciso ter uma visão dos múltiplos dispositivos e de maneira específica.

O melhor caminho para conseguir atingir esses objetivos é contar com uma solução tecnológica que auxilie a sua equipe. É preciso encarar a busca por home office ou trabalho híbrido como mais do que uma mera tendência. Já existe um movimento de estações de trabalho flutuantes, o que permite às empresas se adaptarem às novas necessidades e exigências.

Já ouviu falar no NDD Orbix? Trata-se de uma solução específica para permitir o Worplace as a Service (WaaS) ou o outsourcing de outros dispositivos. Fale com um de nossos especialistas para saber mais!

gostou? compartilhe para mais pessoas!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Receba conteúdos exclusivos!

Queremos saber quais são seus interesses.
Cadastre-se, é rápido e fácil!




    Eu aceito a Política de Privacidade

    Mostrar Aviso

    O que você está procurando?

    Suporte

    Para acessar escolha uma das soluções

    Caso você precise de ajuda ou tenha alguma dúvida, basta acessar o suporte!

    Telegram

    Com que você deseja falar?