Conheça 5 etapas comuns de um processo logístico

maio 2, 2022

Gestão de compras, recebimento de suprimentos/mercadorias, armazenagem, movimentação e separação de cargas e expedição costumam fazer parte dos sistemas adotados pelas companhias

Os processos logísticos são individuais em cada empresa, visando otimizar a entrega de produtos e serviços com qualidade e bom custo, como demonstramos neste artigo do blog. Por se tratar de uma situação específica de cada organização, não há uma regra definitiva para garantir o sucesso dessa fase do trabalho, mas, por outro lado, é importante conhecer algumas etapas.

Por isso, embora cada companhia tenha suas características que devem ser avaliadas, é importante ficar atento em algumas fases. Conheça 5 etapas de um processo logístico, que são comuns para a maior parte das organizações. 

Reduza o custo operacional e fiscal do seu frete com NDD Frete. Saiba mais sobre a solução em nosso site! 

1. Gestão de compras 

O primeiro item das etapas de um processo logístico está bem envolvido com logística, armazéns e gestão de entregas. Gerenciar o volume de compras (sejam matérias-primas ou insumos) precisa estar totalmente em linha com a área de logística. 

Os encarregados da gestão de compras trabalham em parceria com a parte de armazenagem. Baseado no histórico de vendas, datas sazonais, movimentação do próprio mercado, situação macroeconômica, eles podem fazer previsões que indiquem um aumento ou redução do volume de itens. 

Por isso, os softwares relacionados à gestão de um negócio, como os ERPs, precisam estar totalmente integrados às outras soluções específicas, inclusive aquelas relacionadas ao frete ou logística. 

2. Recebimento de suprimentos/mercadoria 

Seja para desenvolver um produto ou para garantir o funcionamento de um serviço, os suprimentos precisam ser entregues na fábrica da empresa, conforme o planejamento do departamento responsável pelas aquisições. É na planta que vai ocorrer a produção ou ele será distribuído até os seus clientes. 

É importante que nessa etapa de um processo logístico a tecnologia já esteja incorporada. Com processos bem adequados, é possível garantir o controle de todos os materiais, seus números de série, fornecedor responsável pela entrega, entre outros pontos. 

Além da conferência para que todos os itens sejam colocados em um sistema de gestão próprio, é importante contar com pessoas voltadas à área da qualidade, capazes de identificar se os critérios foram atendidos. Esse cuidado deve ser estendido a todos os recebimentos: quanto mais complexo o produto recebido, maior deve ser a atenção. 

3 – Armazenagem 

Depois de recebidos, os produtos precisam ser armazenados e organizados de maneira inteligente e assertiva. É importante ter facilidade de encontrar cada item necessário à prestação do serviço ou entrega do produto para garantir agilidade e eficiência. 

Cada organização costuma desenvolver sua própria maneira de armazenar os itens, seja pelo volume de circulação, pelo peso (ficando mais próximo da saída), nome, entre outros pontos. O ideal é identificar qual é a maneira mais rápida para o seu negócio. 

Quanto menos tempo perdido para localizar e incluir os itens nos caminhões, menores serão os custos empresariais. Essa organização deve ser analisada periodicamente de modo a garantir que a armazenagem siga critérios inteligentes nas etapas de um processo logístico. 

4. Movimentação e separação de cargas 

Muitas organizações têm mais de uma unidade fabril ou contam com uma unidade de distribuição. Com essa realidade, acrescenta-se mais uma camada de complexidade ao negócio. Além de gerenciar a entrada dos itens, é preciso garantir que a movimentação e a separação de carga sejam bem-sucedidas, visando não haver interrupção do processo produtivo. 

Além dos cuidados com a entrega de itens nos locais e momentos adequados, é preciso investir em tecnologia para garantir a coleta de dados fiscais da maneira correta e com o uso de equipamentos de proteção individual (EPIs) por parte do colaborador. 

O uso de dispositivos nos armazéns ajuda a tornar esse processo mais eficiente e automatizado, com a coleta das mercadorias em movimentação e separação para cada pedido ou cliente. 

5. Expedição 

A expedição responde pela entrega dos pedidos propriamente ditos. As organizações podem optar por frotas próprias ou firmar parceria com empresas do segmento, conforme o volume, o tipo de mercadorias e o perfil dos clientes. Em alguns casos, a mudança de modal de transporte pode significar menos custo e mais velocidade. 

Ter a capacidade de mensurar prazos de entrega realísticos será fundamental para a avaliação que o cliente tem de sua empresa, independentemente de a entrega ser própria ou terceirizada. Nesse quesito, o painel de monitoramento de rotas e a capacidade de um planejamento financeiro específico para a gestão de frete facilitam o cumprimento dessas etapas de um processo logístico. 

Quais são as etapas de um processo logístico do seu negócio? Sua organização conta com softwares especializados para lidar com essa situação, tirando o melhor das áreas envolvidas? 

Otimize o seu segmento logístico com o NDD Frete. A solução torna sua operação mais simples em todos os aspectos, inclusive o fiscal. Acesse para saber mais! 

gostou? compartilhe para mais pessoas!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Receba conteúdos exclusivos!

Queremos saber quais são seus interesses.
Cadastre-se, é rápido e fácil!




    Eu aceito a Política de Privacidade

    Mostrar Aviso

    O que você está procurando?

    Suporte

    Para acessar escolha uma das soluções

    Caso você precise de ajuda ou tenha alguma dúvida, basta acessar o suporte!

    Telegram

    Com que você deseja falar?