TMS: o que é e qual a sua importância para a logística?

agosto 23, 2022
logistica

Em um segmento de alto custo, sistemas tecnológicos podem se tornar o diferencial para reduzir despesas e ter sucesso nas estratégias de implantação da logística 4.0

A tentativa de se integrar à logística 4.0 é bastante complexa para muitas organizações, especialmente para aquelas com pouca familiaridade com a tecnologia. O caminho inicial para muitas é a adoção de um software especializado para fazer a gestão de estoque, transporte e logística, o que se convencionou chamar de TMS (Transportation Management System). 

O TMS é uma ferramenta de gestão e organização dos transportes. Além disso, é uma solução indicada para aquelas empresas que não terceirizam a sua entrega, sendo os responsáveis por essa gestão completa. Nesse sentido, é importante garantir que todas as informações sejam atualizadas de maneira correta, de forma a garantir o sucesso das estratégias de logística inbound e outbound

A qualidade do serviço prestado está diretamente relacionada à capacidade de organização interna de uma empresa. Isso se tornou ainda mais importante em um momento no qual o e-commerce se tornou ainda mais relevante e a tecnologia um ponto de apoio fundamental. 

Como mostramos neste artigo, uma pesquisa da Neotrust mostrou que o e-commerce brasileiro bateu seu recorde de faturamento em 2021: R$ 161 bilhões. Trata-se de um crescimento de 26,9% em comparação a 2020, ano em que, devido à pandemia, muitos brasileiros tiveram sua primeira experiência de compra online. A eficácia da entrega foi o sinal de que poderiam manter esse hábito. 

Diante dessa nova realidade, o TMS se tornou uma verdadeira necessidade para muitos negócios, visto que permite integrar toda a cadeia de suprimentos, centros de distribuição e veículos. Dessa forma, torna-se um alicerce tanto para a logística quanto para a melhoria dos processos de compra internos, otimizando os controles e os fluxos e agilizando a execução de atividades. 

Conheça os diferenciais do NDD Cargo, que dá simplicidade no cumprimento das regras da ANTT. Saiba mais sobre a solução! 

Quais são as funções de um TMS? 

Um TMS pode ter inúmeras funcionalidades, mas as mais comuns – e necessárias – são estas: 

Controlar custos; 

– Processar os pedidos internamente até o envio ao cliente; 

– Gerenciar armazéns, centros de distribuição e a movimentação entre esses locais até a entrega final; 

– Fazer o planejamento de rotas; 

– Cadastrar veículos e suas características (peso e capacidade), de modo a permitir uma organização mais inteligente dos ativos da organização pensando na entrega; 

– Compliance, garantindo a tranquilidade em relação aos documentos legais; 

– Rastrear as cargas; 

– Integrar sistemas, como ERPs ou CRMs. 

Algumas plataformas mais elaboradas e específicas, como o NDD Cargo e o NDD Frete, podem contribuir para a inteligência da empresa, permitindo o cruzamento de informações para uma tomada de decisões mais inteligente. Entre as possibilidades oferecidas, encontram-se: 

– Cálculos de simulações de frete, indicando a quantia de veículos que podem ser usados dentro da realidade do negócio; 

– Simular rotas, aumentando a eficiência das entregas; 

– Liberar pagamentos e recebimentos; 

– Permitir conexão via aplicativo, inclusive para os motoristas; 

– Checar as regras referentes à tabela de frete

Quais as vantagens em contar com um TMS? 

Veja, abaixo, 4 benefícios em investir nessa solução: 

– Redução de custos – Como demonstramos na abertura do artigo, o TMS permite à empresa ter uma visão completa de seu armazenamento. Dessa forma, é possível otimizar a distribuição de mercadorias e o fluxo de novas aquisições, o que reduz os custos empresariais.  

Em um segmento como o de transportes, com aportes representativos, pequenos ajustes podem repercutir positivamente para as companhias. 

– Aumento do planejamento – A possibilidade de planejar rotas e vinculá-las à frota disponível faz com que a organização pense em qual a melhor estratégia para garantir a entrega dentro dos prazos estabelecidos. As avaliações de composição de frete são determinantes para que os executivos possam tomar suas decisões. 

– Transparência com os clientes – A integração do TMS com o CRM permite que se crie um fluxo de mensagens a ser enviado para o cliente na separação e despacho dos produtos. Esse cuidado faz com que haja uma melhoria da experiência do cliente, favorecendo novas aquisições no futuro. 

– Automatização de processos – É possível estabelecer fluxos de trabalho automatizados para operações consideradas de rotina. Esse aumento de velocidade – se feito de forma estruturada e planejada – tende a reverter em mais produtividade para as empresas.  

No entanto, o TMS pode emitir alertas em rotas ou planejamentos que fujam do padrão, garantindo que os ativos humanos se foquem em atividades ou necessidades estratégicas. 

É importante que o TMS consiga se alinhar às necessidades do mercado, inclusive referentes ao cumprimento de obrigações fiscais e de compliance. Nesse sentido, a integração com outras ferramentas, como o NDD Cargo, pode dar ainda mais segurança ao processo. 

O NDD Cargo pode se integrar a mais de 30 TMS disponíveis no mercado. Fale com um de nossos especialistas sobre o assunto! 

gostou? compartilhe para mais pessoas!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba conteúdos exclusivos!

Queremos saber quais são seus interesses.
Cadastre-se, é rápido e fácil!




    Eu aceito a Política de Privacidade

    Mostrar Aviso

    O que você está procurando?

    Suporte

    Para acessar escolha uma das soluções

    Caso você precise de ajuda ou tenha alguma dúvida, basta acessar o suporte!

    Telegram

    Com que você deseja falar?