O que é um canhoto eletrônico e qual a sua importância?

novembro 16, 2021
entrega-comprovante-cargo

Canhoto eletrônico representa a comprovação de entrega de mercadorias, seja para empresas (B2B) ou clientes finais (B2C), simplificando a gestão destas informações para as empresas e para o fisco 

Se você já recebeu uma mercadoria em casa, já passou pelo processo de assinar uma confirmação de entrega em tablets ou smartphones, certo? Na maioria dos casos, basta dar um visto em informações que garantem o horário, endereço, entre outros dados da logística. Esta assinatura é normalmente usada no comprovante de entrega eletrônico, também chamado de canhoto eletrônico. 

Instituído em 2019 por meio de Nota Técnica, o canhoto eletrônico ou digital é importante por certificar os principais dados referentes à entrega de um pedido – seja em negócios entre empresas (B2B) ou com o consumidor (B2C) – , agilizando a parte final da cadeia logística. Trata-se de um ponto fundamental para o e-commerce, que vem experimentando grande crescimento no país. 

No primeiro semestre de 2021, o comércio eletrônico atingiu R$ 53,4 bilhões em faturamento no país, um crescimento de 31% em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados são oriundos da 44ª edição do Webshoppers, relatório elaborado pela Ebit Nielsen. 

Integre a gestão de frete e de frota com uma solução desenhada para esse propósito. Conheça o NDD Cargo! 

Quais os objetivos do projeto? 

Antes de sua introdução, as empresas e transportadoras usavam o canhoto da Nota Fiscal, contido no Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) ou Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e), Danfe ou Dacte, para comprovar a entrega da mercadoria a um destinatário. 

Esta garantia era um pedaço de papel físico, o que exigia muitos cuidados por parte das companhias em sua gestão para evitar extravios e deterioração, já que precisariam ser arquivados por cinco anos. 

Atualmente, o canhoto digital pode se integrar de modo digital ao CT-e ou à Nota Fiscal Eletrônica NF-e. No CT-e, a transportadora ou empresa que assume o papel da entrega são responsáveis pelo documento. Na NF-e, a própria emissora deve garantir o canhoto digital, se a entrega for feita com frota própria. 

Assim como muitos outros documentos fiscais, o canhoto eletrônico se enquadra em um mundo no qual a gestão de informações digitais se torna mais simples do que a física. Além disso, há uma série de fatores referentes à entrega de mercadorias que precisavam ser regulados. 

Entre os propósitos do canhoto eletrônico, destacam-se: 

Padronização da prova de entrega: Havia muitas discrepâncias na forma de operação das companhias, o que dificultava fiscalizações e as próprias confirmações. Independentemente de ser um negócio B2B ou B2C, houve universalização do formato e das informações necessárias. 

Transparência – Em processos administrativos ou judiciais que envolvam a relação emissor/destinatário da NF-e, torna-se mais simples identificar o responsável por eventuais irregularidades. 

Fortalecer negócios multicanais – São cada vez mais comuns negócios realizados via internet com retirada em lojas físicas. Os processos omnichannel se tornam mais simples com esse documento. 

Eliminar o papel na comprovação – Trata-se de um benefício tanto para as empresas quanto para o governo, visto que a digitalização permite a checagem das entregas de forma mais rápida pelos órgãos fiscais. Para as empresas, diminui a necessidade de espaços exclusivos para guardar essas informações. 

Mais facilidade para empresas de logística – Antigamente, um caminhão passava o dia fazendo entregas e, ao fim do expediente, eram coletados os comprovantes impressos, que precisavam ser armazenados. Agora, a cada logística de entrega concluída, os arquivos podem subir imediatamente, respeitando as informações necessárias. 

Por que o canhoto eletrônico é importante? 

Assim como em outros documentos fiscais, a digitalização das informações torna o processamento de dados mais preciso e simples, especialmente se houver planejamento adequado por parte das empresas. 

Dessa forma, reduz-se a insegurança jurídica do processo, há incremento na relação com o consumidor (em caso de extravios ou outros problemas) e acesso rápido às informações, caso seja necessário recuperá-las. Ainda não se trata de um documento obrigatório, mas acabou ganhando corpo entre as companhias por inúmeros motivos. 

Entre as vantagens para as empresas e para o consumidor, é possível mencionar: 

Redução de custos – Se pensarmos em uma grande varejista com atuação nacional, é possível imaginar o tamanho do espaço para armazenar comprovantes de papel. 

Mais segurança jurídica – As companhias deixam de ter custos judiciais por eventuais extravios, deterioração ou comprovantes perdidos. 

Fácil acesso – Dados podem ser acessados de forma quase imediata, o que permite dar retornos para o consumidor. 

Embora ofereça mais segurança e se torne uma etapa importante para as empresas que operam no setor de logística e para quem recebe mercadorias (sejam empresas ou consumidores finais), soluções específicas em tecnologia garantem tranquilidade e segurança para as companhias que operam neste segmento em relação ao canhoto eletrônico. 

Fale com um de nossos especialistas e conheça os diferenciais do NDD Cargo. 

gostou? compartilhe para mais pessoas!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba conteúdos exclusivos!

Queremos saber quais são seus interesses.
Cadastre-se, é rápido e fácil!




    Eu aceito a Política de Privacidade

    Mostrar Aviso

    O que você está procurando?

    Suporte

    Para acessar escolha uma das soluções

    Caso você precise de ajuda ou tenha alguma dúvida, basta acessar o suporte!

    Telegram

    Com que você deseja falar?