Gerenciamento de estoque: o ponto principal na cadeia de suprimentos 

fevereiro 4, 2022
Nota Técnica

A capacidade de fazer um bom monitoramento dos insumos é um diferencial para os provedores tanto em suas funções administrativas, quanto no atendimento ao cliente.

Um dos grandes desafios envolvidos em um outsourcing de impressão é o gerenciamento do estoque. Conforme demonstramos neste artigo, a precificação do contrato é uma tarefa árdua, visto que, muitas vezes não há como obter todas as informações necessárias a respeito dos custos variáveis, cujo item mais importante são os suprimentos, os toners em especial

Por muitos anos, o negócio de outsourcing se limitava a alugar as impressoras e fornecer insumos aos clientes, mas sem a capacidade de fazer um bom monitoramento deste processo. Na prática, a falta de controle afetava tanto o cliente quanto o próprio provedor, já que não conseguia atuar de forma proativa, além de ter mais custos referentes ao contrato, seja em logística ou em aquisição de produtos. 

Agora, a tecnologia permite ao provedor monitorar os dados de uso dos equipamentos e de seus insumos em um cliente. Este controle garante a criação de um histórico real de uso dos equipamentos, o que auxilia na negociação de contratos futuros e permite ter uma atuação mais inteligente. 

Saiba como o NDD Print MPS auxilia provedores a otimizarem o seu ambiente de impressão! 

Gerenciamento de estoque o ponto principal na cadeia de suprimentos

Saiba como o gerenciamento de estoque beneficia um outsourcing de impressão: 

1) Mais controle

Na prática, maior controle é sinônimo de mais economia. Explica-se: quando se tem a informação concreta, é possível otimizar o envio de suprimentos, garantindo que seja comprado apenas o necessário para as reposições, mantendo uma margem de segurança. Dessa forma, o provedor não imobiliza o seu capital adquirindo mais do que o necessário, o que significa recursos mal-empregados. 

O aumento do controle é um reflexo do bom funcionamento do sistema MPS, visto que a solução conta com sistemas que permitem aos provedores monitorarem cada cliente de forma individual – assim como painéis que trazem os dados consolidados, dando uma visão geral do negócio. 

Ou seja, o provedor oferta muito mais do que a mera locação de impressões e envio de suprimentos: trata-se de um serviço, já que o cliente também tem acesso aos seus dados. 

2) Análises mais precisas 

Qual é a eficiência dos suprimentos em um parque de impressão? Muitos provedores não têm essa resposta na ponta de língua. Pior: muitos deles não têm nem sequer esses dados disponíveis. O uso de ferramentas como o NDD Print MPS permite ao provedor obter essa informação e tantas outras para fazer a devida análise de cada contrato – e do seu desempenho de forma geral. 

3) Envio de pedidos 

Além de não manter uma grande quantia de recursos em estoque, essas informações sobre o andamento dos suprimentos via NDD Print MPS permitem otimizar o envio de pedidos. Cada reposição significa um custo específico que não envolve apenas os itens, mas a logística envolvida, o tempo despendido pelos colaboradores, entre outros aspectos. 

A otimização do envio de pedidos é a garantia de que, ao mesmo tempo em que o cliente final será atendido, o provedor está economizando tempo, dinheiro e recursos, inclusive evitando trocas prematuras, que significam o desperdício de materiais e, consequentemente, mais custos. 

4) Atuação proativa

Quando um cliente contrata um outsourcing de impressão, a expectativa dele é não se preocupar mais com as impressoras, trocas de suprimentos e manutenções. O pior cenário possível é um dispositivo parar de funcionar ou os toners chegarem ao fim, sem que haja reposição.

Com os dados obtidos de todas as impressões, o outsourcing de impressão pode configurar alertas que garantem o envio de pedidos de forma proativa ou mesmo avisos do momento de realização de manutenções. Trata-se de uma garantia de que o cliente final não será afetado.  

5) Antecipação de custos 

Não é segredo que o toner aparece como o grande vilão entre os suprimentos. O motivo está no seu custo, que já é elevado por natureza e que sofre forte influência do câmbio. Ou seja, trata-se de uma variação normalmente relacionada a situações macroeconômicas, das quais os provedores não têm controle. 

O que o monitoramento e a atuação proativa garantem é a possibilidade de ter informações precisas, de modo a aproveitar oportunidades de mercado para reduzir custos. Em um item fortemente relacionado ao câmbio, o provedor pode estar atento para fazer compras apenas em momentos mais propícios, o que resulta em melhor aplicação de recursos. 

Você sabia que os suprimentos podem representar até 40% do custo de um outsourcing de impressão? Ser mais eficiente nesta área representa um negócio mais saudável e clientes mais satisfeitos. Solicite uma demonstração do NDD Print MPS. 

gostou? compartilhe para mais pessoas!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba conteúdos exclusivos!

Queremos saber quais são seus interesses.
Cadastre-se, é rápido e fácil!




    Eu aceito a Política de Privacidade

    Mostrar Aviso

    O que você está procurando?

    Suporte

    Para acessar escolha uma das soluções

    Caso você precise de ajuda ou tenha alguma dúvida, basta acessar o suporte!

    Telegram

    Com que você deseja falar?