Comprovante de Entrega Eletrônico: Guia completo

março 16, 2022

O Fisco vem digitalizando todos os processos de documentação fiscal. Entre estes projetos está o Comprovante de Entrega Eletrônico.

Um dos objetivos principais do Fisco ao modificar todos os processos de emissão de documentos fiscais para a versão eletrônica é a facilidade de armazenamento e a diminuição do uso de papel.

O que é o Comprovante de Entrega Eletrônico?

O Comprovante de Entrega Eletrônico é um projeto que tem o intuito de resolver o problema do canhoto físico, relacionado a entrega por parte da transportadora ou da empresa (emissora de NF-e).

Até 2019, os Canhotos da Nota Fiscal (presentes no documento auxiliar do CT-e e da NF-e) deveriam ser impressos e entregues sempre que o transporte de mercadorias chegava em seu destino. Uma vez em posse destes canhotos, a transportadora precisa armazená-los por pelo menos 5 anos.

Entretanto, o armazenamento físico destes canhotos causava uma série de problemas, como gasto excessivo de papel, espaço para depósito, controle de extravios, entre outros.

Diante desses problemas, o Fisco criou o Comprovante de Entrega Eletrônico. A partir de então, passou a ser possível registrar a captura das imagens de comprovação das entregas realizadas, bem como alinhar os registros de eventos sobre o CT-e e NF-e.

Para o CT-e criam-se os seguintes eventos:

  • Comprovante de entrega eletrônico (110180);
  • Cancelamento do comprovante de entrega eletrônico (110181).

Para a NF-e, quando a entrega não estiver relacionada com um Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e), criam-se os eventos abaixo a serem gerados pela empresa emitente da NF-e:

  • Comprovante de Entrega da NF-e (110130);
  • Cancelamento do Comprovante de Entrega da NF-e (110131).

Compliance: como o Comprovante de Entrega Eletrônico impacta juridicamente na operação?

No que tange ao Compliance, o canhoto auxilia em processos administrativos, financeiros e até judiciais que envolvam o emissor do documento, o destinatário e o transportador da mercadoria.

Objetivos do Comprovante de Entrega Eletrônico

Dentre os principais objetivos do Comprovante de Entrega Eletrônico estão:

  • Otimizar o tempo de registro dos eventos;
  • Padronizar a prova de entrega (B2B e B2C);
  • Armazenar o comprovante de forma mais eficiente.

Emissão do Comprovante de Entrega Eletrônico

Atualmente o Comprovante de Entrega é gerado para CT-e e para NF-e. No caso do Conhecimento de Transporte Eletrônico (CT-e), o autor do evento é o emissor do CT-e.

Já em relação à Nota Fiscal Eletrônica (NF-e), o próprio emissor de NF-e faz a emissão do comprovante sempre que a entrega for feita.

É possível anexar ao evento qualquer imagem em base 64 que comprove a entrega da mercadoria, tais como:

  • Biometria;
  • DANFE ou DACTE assinados;
  • Assinatura eletrônica em tablets ou qualquer outro dispositivo móvel;
  • Qualquer outra imagem que a transportadora entenda que de fato a mercadoria foi entregue.

Processo de Recepção de Evento NF-e

O Web Service de Evento é acionado pelo interessado, emissor de NF-e, que deve enviar mensagem com o pedido de autorização do evento da NF-e.

O processo de Registro de Eventos recebe eventos em uma estrutura de lotes, que pode conter de 1 a 20 eventos.

Validação das Regras de Negócio NF-e

 Validação das Regras de Negócio CT-e

Cancelamento do Comprovante de Entrega Eletrônico

Sempre que houver um erro na geração do evento de entrega, o transportador deve executar o cancelamento do comprovante de entrega eletrônico.

Validação das Regras de Negócio NF-e

A existência de um evento de “Comprovante de Entrega da NF-e”, não cancelado, deve impedir o cancelamento da NF-e. O mesmo para o evento de “Comprovante de Entrega do CT-e”.

Validação das Regras de Negócio CT-e

Possíveis resultados do processamento do comprovante de entrega NF-e

O processamento do lote pode resultar em:

  • Rejeição do Lote: por algum problema que comprometa o processamento do lote;
  • Processamento do Lote: o lote foi processado (cStat=”128 – Lote de Evento Processado”), e a validação de cada evento do lote poderá resultar em:
  • Rejeição: o Evento será rejeitado, retornando do código do status do motivo da rejeição;
  • Evento Autorizado, com vinculação à respectiva NF-e: Encontrada a NF-e no banco de dados. Retornar cStat=”135-Evento registrado e vinculado a NF-e”;
  • Evento Autorizado, sem vinculação à respectiva NF-e: Não encontrada a NF-e no banco de dados. Retornar cStat=”136-Evento registrado, mas não vinculado a NF-e”;

Resumo

A digitalização de documentos será uma realidade cada vez mais presente do dia a dia das empresas, e o Comprovante de Entrega Eletrônico é mais uma facilidade que proporciona maior controle sobre a entrega das mercadorias e simplicidade nos processos operacionais.

Fontes: Nota Técnica 2019.001 – CTe Evento Comprovante de Entrega

Nota Técnica 2021.001 – v.1.00 – NFe Evento Comprovante de Entrega

gostou? compartilhe para mais pessoas!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba conteúdos exclusivos!

Queremos saber quais são seus interesses.
Cadastre-se, é rápido e fácil!




    Eu aceito a Política de Privacidade

    Mostrar Aviso

    O que você está procurando?

    Suporte

    Para acessar escolha uma das soluções

    Caso você precise de ajuda ou tenha alguma dúvida, basta acessar o suporte!

    Telegram

    Com que você deseja falar?