Por que existe o pedágio? Para que ele serve?

abril 13, 2021

Cerca de 20 mil dos mais de 1,7 milhão de kms de estradas do Brasil são pedagiados

Estima-se que cerca de 20 mil kms de estradas foram concedidas à iniciativa privada no Brasil. De acordo com a Confederação Nacional dos Transportes (CNT), o país conta com 1,72 milhão de kms em extensão total, sendo que apenas 213 mil são pavimentados, o equivalente a 12,4%. Em outras palavras, as rodovias com pedágio respondem por cerca de 10% das estradas pavimentadas do país. 

É assim que se começa a responder a primeira pergunta: por que existe o pedágio? Os números da CNT mostram que, em 10 anos, a malha rodoviária cresceu apenas 0,5%. No comparativo com a frota, o Brasil contava com 103 milhões de veículos registrados no fim de 2019, aumento de 59,5% em relação a 2010. O total de veículos do país mais do que dobrou enquanto a malha é a mesma, criando um descompasso entre oferta e demanda, que exige investimentos na infraestrutura já existente. 

No entanto, a falta de pavimentação em quase 90% das rodovias indica outra dificuldade: a incapacidade do governo brasileiro em investir em nova infraestrutura ou mesmo de manter a estrutura já existente. Segundo o anuário da CNT, 59% das rodovias tinham algum problema no estado geral, 47,6% com problemas no pavimento, 48,1% deficiências de sinalização e 75,7%¨falhas na geometria.

Sem condições de investir ou de fazer a manutenção, o governo optou pela concessão das rodovias à iniciativa privada. Parte dessa dificuldade está no fato de o principal imposto voltado aos automóveis, o Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), não ter a obrigatoriedade de uso na gestão e manutenção das rodovias, podendo ser destinado a outras áreas. 

De acordo com a Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR), a iniciativa privada investiu R$ 180 bilhões em melhorias e na operação das concessões sob a sua gestão. Contudo, os veículos precisam pagar uma taxa para trafegarem pelas rodovias. Portanto, o pedágio é uma espécie de direito de passagem pelas rodovias, que é garantido por meio de uma tarifa.

 Centralize os custos de viagens e fretes, incluindo o do pedágio em um único lugar. Saiba mais! 

Modelos de concessão 

O pedágio existe para conceder a gestão das rodovias à iniciativa privada. Em geral, o governo divulga a intenção de licitar um trecho, define o seu modelo de concessão (onde serão as praças de pedágio, valor máximo da tarifa, quais serviços devem ser oferecidos, quais investimentos devem ser realizados e tempo de cessão) até a assinatura do contrato.

Esses trechos podem ser mais ou menos disputados, de acordo com a sua localização, volume médio de tráfego, necessidade de obras, entre outras avaliações feitas pelas empresas. Para as empresas, trata-se de um retorno de longo prazo, visto que muitos dos contratos são amarrados de forma a garantir o maior aporte de recursos em obras já nos primeiros anos, visando beneficiar a população e o setor produtivo.

Em geral, no Brasil, o tempo de duração desses contratos é de 30 anos – e as licitações podem ser realizadas via governo federal ou estadual – confira um infográfico sobre o assunto

 Fale com um de nossos especialistas para entender mais sobre as nossas soluções! 

gostou? compartilhe para mais pessoas!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba conteúdos exclusivos!

Queremos saber quais são seus interesses.
Cadastre-se, é rápido e fácil!




    Eu aceito a Política de Privacidade

    Mostrar Aviso

    O que você está procurando?

    Suporte

    Para acessar escolha uma das soluções

    Caso você precise de ajuda ou tenha alguma dúvida, basta acessar o suporte!

    Telegram

    Com que você deseja falar?