As melhorias necessárias para o transporte no Brasil em 2035

setembro 20, 2022

De divisão mais inteligente entre os modais, passando por mais sustentabilidade, segurança e eficiência, os investimentos que podem modificar o futuro deste setor no país 

O planejamento para a logística do Brasil no futuro está contido no Plano Nacional de Logística 2035 (PNL 2035), elaborado pelo Ministério da Infraestrutura e Empresa de Planejamento e Logística. Recentemente, apresentamos os diversos cenários elaborados pela publicação: são 9 ao todo, que você pode conferir neste artigo

Uma das simulações, porém, considera como seria o transporte no Brasil caso nenhum investimento seja realizado nos próximos 13 anos – incluindo rodovias, ferrovias e navegação de cabotagem, como o projeto da BR do Mar. Vale ressaltar que os dados usados no documento são referentes a 2017 – em 2015 e 2016, houve crise econômica e, em 2018, a greve dos caminhoneiros. 

Em termos financeiros, esse cenário sem novas melhorias na infraestrutura ainda prevê manutenções, que devem somar R$ 322 bilhões. No caso dos diversos cenários envolvidos com obras, o custo mínimo para investimentos seria de R$ 730 milhões e o máximo de R$ 1,1 trilhão, considerando também os gastos necessários para manter estes novos espaços. 

Conheça o NDD Frete, a solução que oferece tecnologia e tranquilidade em todas as etapas do transporte de mercadorias, do embarque à entrega. 

O investimento feito na área visa mudar alguns aspectos importantes do transporte no Brasil, tais como: 

– Redução da dependência do transporte rodoviário – Em 2017, 66,21% da tonelada quilômetro útil (TKU) estava concentrada nesse modo e 83,25% do valor quilômetro útil (VKU). Os números indicam duas coisas: “além de desempenhar papel considerável no transporte de grandes volumes, o transporte rodoviário de cargas é o grande responsável pelo transporte de bens de alto valor agregado”, diz. Aportar recursos em outras áreas pode reduzir essa dependência. 

– Divisão do transporte de alto valor agregado – Responsável por 21,12% do TKU e 4,94% do VKU, os cenários apresentados trazem diferentes níveis de investimento para as ferrovias. Por se tratar de investimentos pesados, há uma tendência de crescimento de 193% nos próximos 15 anos, chegando a 35% do transporte no Brasil. Um dos desafios deste plano é aumentar o transporte de mercadorias de alto valor agregado pelos trilhos. Em alguns modelos, o salto poderia ser de 4% para quase 25%. 

– Sustentabilidade – Em um momento de transição energética e com críticas ao uso dos combustíveis fósseis, o aumento do transporte ferroviário e da navegação de cabotagem pode auxiliar a diminuir as emissões de CO2. Em 2017, foram registradas 197,7 milhões de toneladas de CO2, o que pode ser reduzido para 170,6 milhões, mesmo com a expansão dos trilhos e da navegação de cabotagem. 

Além da evolução tecnológica e regulatória, “o crescimento da produção de transporte nos modos de grande capacidade apresentará melhoria nos indicadores”, diz a pesquisa. 

– Eficiência – Em 2017, o transporte de cargas apresentou um custo total de R$ 435,53 bilhões, o que representou 6,6% do PIB nacional. Há tendência de que o custo total do transporte aumente em 2035 tanto pelo aumento da quantidade de cargas quanto pelo desenvolvimento da rede de transportes. Porém, o melhor aproveitamento de veículos, da infraestrutura, reduções de custos operacionais e de manutenção associados aos transportes de altas capacidades devem reduzir a representação no PIB. 

– Segurança – Como o Brasil se foca no transporte rodoviário, esse quesito entra em vigor, devido ao número de acidentes, que são muito mais comuns do que em outros modais. Embora esta conta não entre nos custos associados ao transporte, a redução de acidentes, óbitos e de lesões e afastamentos é algo que beneficia o país como um todo, diminuindo os custos para o SUS e para as próprias empresas. 

Documentos como o EPL 2035 dão a dimensão dos investimentos necessários para um sistema robusto e complexo como o de transportes em um país continental como o Brasil. Projetar cenários diversos do transporte no Brasil é um caminho inteligente, dando indícios para todos os setores envolvidos. 

Garanta compliance fiscal com o NDD Frete. Acesse para saber mais! 

gostou? compartilhe para mais pessoas!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no whatsapp

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba conteúdos exclusivos!

Queremos saber quais são seus interesses.
Cadastre-se, é rápido e fácil!




    Eu aceito a Política de Privacidade

    Mostrar Aviso

    O que você está procurando?

    Suporte

    Para acessar escolha uma das soluções

    Caso você precise de ajuda ou tenha alguma dúvida, basta acessar o suporte!

    Telegram

    Com que você deseja falar?